Mesa Brasil

O MESA BRASIL SESC/AC é uma rede permanente de solidariedade que atua em Rio Branco desde 2003. Desenvolve um programa de colheita urbana observando critérios de segurança alimentar e nutricional, redistribuindo alimentos excedentes ou sem valor comercial para instituições sociais cadastradas e monitoradas no programa. É uma ação conjunta que integra o Sesc, empresas, instituições sociais e pessoas voluntárias no esforço de diminuição de carências alimentares e desperdício de alimentos, com um papel proativo e socialmente responsável.

Assim, o Mesa Brasil SESC busca onde sobra e entrega onde falta. De um lado, contribui para a diminuição do desperdício, e de outro reduz a condição de insegurança alimentar de crianças, jovens, adultos e idosos. Em ambos os polos desse percurso, as estratégias de mobilização e as ações educativas incentivam a solidariedade e o desenvolvimento comunitário.
Contribuir para Segurança Alimentar e Nutricional dos indivíduos em situação de vulnerabilidade e atuar na redução do desperdício, mediante a distribuição de alimentos doados por parceiros, o desenvolvimento de ações educativas e a promoção da solidariedade social em todo o país.
Ser um Programa modelar no âmbito da Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável enquanto rede e reconhecimento pela sociedade.
Responsabilidade | Solidariedade | Equidade | Excelência | Sustentabilidade
O trabalho do Mesa Brasil SESC vai além da distribuição de alimentos. O Programa desenvolve ações educativas nas áreas de Nutrição e Serviço Social com o objetivo de promover a alimentação adequada, a reeducação alimentar e fortalecer as instituições assistidas.

A dimensão educativa é um diferencial do Mesa Brasil SESC porque o Programa não valoriza a cultura do assistencialismo, mas potencializa o trabalho por meio da formação de agentes multiplicadores.

Para isso, o Programa promove atividades como cursos, oficinas, reuniões, campanhas, rodas de conversas e palestras para difusão de conhecimentos, troca de informações e experiências junto aos profissionais, voluntários e beneficiários das entidades sociais, bem como às empresas doadoras.
O Mesa Brasil SESC possui duas modalidades de atuação:

Banco de alimentos e Colheita urbana.

Na modalidade colheita urbana, os alimentos são coletados no doador e entregues diretamente as entidades beneficiadas, sem formação de estoque. Já na modalidade banco de alimentos, as doações são coletadas no doador e transportadas para os espaços de armazenagem do Programa, onde as entidades realizam a retirada dos produtos.

Em ambas, prevalece o princípio da complementação alimentar como forma de agregar valor nutricional às refeições servidas pelas instituições cadastradas.

Parceria entre o Programa Mesa Brasil (Sesc) e Banco de Alimentos (Prefeitura Municipal de Rio Branco – Acre)

A parceria do Município de Rio Branco - AC e o Serviço Social do Comercio existe desde a implantação do Banco de Alimentos em 2012. Visa o apoio mútuo na realização das atividades essenciais para o funcionamento do Banco de Alimentos. Oferecendo serviços de manutenção de equipamentos, ações educativas conjuntas e dispõe de pessoal técnico administrativo e serviços gerais, lotados no Banco de Alimentos, auxiliam nas atividades.

Por meio da parceria é possível o fortalecimento das ações, e volume de doações recebidas, uma vez que os programas se ajudam nos processos de recebimentos e distribuição de alimentos, apoio de pessoal qualificado e capacitações para os beneficiários e doadores, essa característica colaborar para o fortalecimento de ambos que somam recursos humanos e materiais para melhor alcança melhores resultado de forma eficiente.

É bem verdade que nossos esforços têm sido intensos, estamos nessa dura batalha em Rio Branco e ao longo dos debates com outras entidades afins, negociações com os empresários, os objetivos da criação de uma grande frente contra a fome sobrevive como um legado de indignação e revolta pela constatação de que, perto de 200 milhões de pessoas, quase uma sexta parte da humanidade, ainda não consegue se alimentar de forma digna.

Trabalhamos no propósito de que juntos somos mais fortes, que ambos objetivos são iguais, combater a fome e diminuir o índice de desperdício.
Por intermédio do Mesa Brasil Sesc, as empresas exercitam a responsabilidade social e sensibilizam seus colaboradores para engajamento no combate ao desperdício de alimentos e redução da fome no país.

Com um trabalho de captação de parcerias, a equipe técnica sensibiliza as empresas para participarem do Programa. Elas podem disponibilizar gêneros alimentícios, perecíveis, não perecíveis e semiperecíveis, produtos de limpeza, higiene e serviços, como transporte e pessoal de apoio. Assim, os doadores exercitam a responsabilidade social por meio de ações que reduzem o desperdício de alimentos no Brasil.

Doadores Locais Ativos:

                   
  • Acesso a relatórios e informativos de prestação de contas.
  • Participação em ações educativas sobre temas de interesse do doador.
ALIMENTOS:
  • Perecíveis e não perecíveis
PRODUTOS:
  • Produtos de limpeza e higiene pessoal
  • Utensílios culinários
  • Roupas
  • Brinquedos
  • Descartáveis
  • Serviços
  • Combustível
  • Cessão de espaços
  • Divulgação
  • Embalagens
  • Serviços gráficos
  • Transporte
  • Trabalho voluntário em atividades operacionais, administrativas e educativas
  • Refeições prontas.
  • Doces e pães com recheios cremosos
  • Alimentos com embalagens danificadas e data de validade vencida.
Ampliação das ações de responsabilidade social e cidadania corporativa.

Diminuição de custos com descarte de produtos fora dos padrões de comercialização, porém ainda próprios para o consumo.

Isenção do ICMS (CONFAZ – Decreto n° 41.374 de 30 de janeiro de 2002, Art.1) para os produtos e serviços doados ao Programa Mesa Brasil SESC.

Divulgação das ações sociais desenvolvidas nos canais de mídia do SESC e demais parceiros.

Acesso a relatórios e informativos de prestação de contas.

Participação em ações educativas sobre temas de interesse do doador.
O Mesa Brasil SESC estabelece junto com o doador, o local, os dias e horários para a retirada da doação. O Programa avalia a qualidade dos alimentos e os transporta até o público beneficiário sob condições adequadas de consumo.

O Programa possui equipe técnica e operacional devidamente qualificada para executar com eficácia a retirada e distribuição da doação. Além disso, acompanha e monitora as ações. Para mais informações, entre em contato com a unidade do Mesa Brasil pelos telefones: 0800-647-3007 / 3223-8537.
O Mesa Brasil SESC atende prioritariamente pessoas assistidas por entidades sociais em situação de vulnerabilidade social e nutricional como, num total de 5.266 pessoas atendidas semanalmente.
  • Creches
  • Casas terapêuticas
  • Casas de Passagens
  • Obras Assistenciais
  • Instituição de Longa Permanência
1. Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica – CNPJ

O CNPJ é o cadastro administrado pela Receita Federal que registra as informações cadastrais das pessoas jurídicas e de algumas entidades não caracterizadas como tais.

2. Estatuto Social

O Estatuto Social é o documento que registra as características e o conjunto de regras de uma associação civil sem fins lucrativos. É muito importante preparar uma proposta de texto para discussão prévia entre os fundadores, para assegurar que o Estatuto Social seja coerente com o propósito, as características e a forma de atuação da instituição a ser criada.

3. Ata da última reunião.

4. Declaração de Utilidade Pública/Título de Utilidade Pública

O título de Declaração de Utilidade Pública (DUP) nasceu em 1935, com a edição da Lei nº 91. As sociedades civis, as associações e as fundações constituídas no país que sirvam desinteressadamente à coletividade podem ser declaradas de Utilidade Pública pelo Ministério da Justiça ou pelo presidente da República. A própria lei que o instituiu previu que nenhum favor do Estado decorreria do título de Utilidade Pública, salvo o uso pela sociedade, associação ou fundação, de emblemas, flâmulas, bandeiras ou distintivos próprios, devidamente registrados no Ministério da Justiça, e da menção do título concedido.

Entretanto, com o passar do tempo, o título transformou-se em requisito para alguns benefícios que o Estado concede, entre eles, o gozo de incentivos fiscais, isenções, acesso a recursos públicos e até de imunidades constitucionais.

5 - Registro no Conselho/Inscrição no Conselho

Em cumprimento ao estabelecimento na LOAS – Lei nº8.742/93, as entidades não governamentais e sem fins lucrativos, devem estar inscritas nos conselhos de assistência, obedecendo as legislações locais.

Para que serve?

Receber os recursos do FNAS/FEAS/FMAS;

Firmar convênios, acordos, ajustes, subvenções;

O registro facilita para a entidade o recebimento de ajudas ou benefícios do poder público;

Também a iniciativa privada (empresas, pessoas jurídicas ou físicas), muitas vezes para ajudar uma instituição, condiciona sua disponibilidade à entidade que tenha inscrição no CNAS e/ou Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social.
Arrecadar e distribuir 400 toneladas de alimentos, através dos parceiros doadores, complementando assim refeições de 5.266 pessoas semanalmente.

Seja um Parceiro Doador! Venha fazer parte dessa Rede de Solidariedade!
Endereço: Avenida Getúlio Vargas, 2473, Bairro Bosque.

Telefones: 0800-647-3007/3223-8537